Notícias de Última Hora

Petrobrás e prestadoras terão de pagar R$ 1 milhão pela morte de trabalhador em 2010 na Refinaria Abreu e Lima em Ipojuca

Foto: Google

Petrobras e duas prestadoras de serviço foram condenadas a pagar R$ 1 milhão por dano moral coletivo devido à morte de um trabalhador na Refinaria Abreu e Lima (Rnest), Ipojuca. O acidente ocorreu em 2010, quando o eletricista fazia reparos na rede elétrica da refinaria.

Ele foi eletrocutado ao tocar em circuitos que deveriam ter sido previamente desligados pela Petrobras e pela Construcap-Progen, empresa terceirizada da estatal. O trabalhador era vinculado à DVS Instalação e Manutenção Elétrica, relação que, para a Justiça do Trabalho, configura "quarteirização", não permitida por lei.

Na sentença, o juiz Leandro Fernandez Teixeira afirma que "definitivamente, a morte de Milton José da Silva não foi uma eventualidade do destino, uma fatalidade imprevisível, mas uma tragédia anunciada, a perniciosa consequência de um conjunto amplíssimo de injustificáveis infrações a normas de segurança, reiteradas mesmo após a ocorrência de outros acidentes".

Fonte: G1 PE

Nenhum comentário