Notícias de Última Hora

Como não cair no golpe da CNH Social/Popular

Foto: Clube Detran

Os golpes no WhatsApp têm sigo cada vez comuns. Recentemente, o golpe envolvendo o programa CNH Social, afetou mais de 200 mil pessoas diretamente, e com a facilidade de compartilhamento de informações, pode-se afirmar que outros milhares também tenham sido afetados. É necessário confirmar se uma informação é verídica, porque de forma não intencionada, o usuário pode estar ajudando um hacker a disseminar seus golpes.
Sobre o programa CNH Social, ou CNH Popular, sim, é possível conseguir uma CNH sem precisar pagar nada por isso. Mas é importante se informar, pois dependendo do Estado, as regras para a obtenção da CNH podem variar.
Para não cair em golpes do WhatsApp, é importante saber que apenas o DETRAN e CIRETRAN, são os responsáveis pela realização do cadastro no programa social, e que ainda assim, alguns Estados não realizam o programa, pois não se trata de um programa do Governo Federal, mesmo havendo um projeto de lei, que recentemente foi aprovado, ainda não há uma lei federal nesse sentido.
Em Pernambuco, de acordo com o site oficial do DETRAN-PE, podem se escrever no programa, beneficiários dos Programas Bolsa Família e Chapéu de Palha, os egressos do sistema penitenciário, socioeducandos da FUNASE, desempregados, alunos do ensino médio e fundamental da rede pública estadual e os trabalhadores com remuneração mensal de até dois salários mínimos, além dos alunos da rede pública estadual de ensino com boas colocações no ENEM.

Ainda segundo o DETRAN, os inscritos para Primeira Habilitação devem ser maiores de 18 anos, saber ler e escrever, possuir Documento de Identidade e Cadastro de Pessoa Física (CPF), comprovar domicílio no Estado de Pernambuco e não estar judicialmente impedido de tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os candidatos que aspiram à Mudança de Categoria e que desejarem se habilitar na Categoria “C” já devem estar habilitados na Categoria “B” há, no mínimo, um ano, e não ter cometido nenhuma infração de natureza grave ou gravíssima nem ser reincidente em cometimento infração média nos últimos 12 meses.

Para habilitação na categoria “D”, é exigido que os candidatos sejam maiores de 21 anos e habilitados na categoria “B” há no mínimo dois anos, ou na Categoria “C”, há no mínimo um ano, e não ter cometido as infrações citadas anteriormente.

Já para quem deseja a mudança para categoria “E” deve ter no mínimo um ano na “C” ou na “D”, possuir mais de 21 anos e não ter praticado as mesmas infrações já referidas.

Para Renovação de Exames, é necessário que o candidato possua CNH vencida ou a vencer em, no máximo, 30 dias e que não seja permissionário.

Só serão habilitados os candidatos que forem aprovados nos exames psicológico, médico, teórico e prático pertinente a cada Serviço de Habilitação, e após terem cumprido a carga horária dos cursos teóricos e práticos necessários para a categoria solicitada nos Centros de Formação de Condutores (CFCs).
Lembrando que todo agendamento é realizado pelo site do DETRAN-PE.
O SEST SENAT também realiza um projeto chamado Primeira Habilitação Para o Transporte – CNH Social, também sem custos para os selecionados. O objetivo do projeto é qualificar pessoas para o Mercado de Trabalho e atuação no setor de transporte.
Neste momento, segundo o próprio site, não há inscrições abertas, conforme foi divulgado nas conhecidas ´fake news´ pelo WhatsApp. Para mais informações o SEST SENAT disponibiliza telefones para que os interessados entrem em contato.
 Redação Litoral PE

Um comentário: